X

Carne boa para assar no forno: Qual o tipo ideal?

Você quer sabe qual carne boa para assar no forno? Neste texto vamos falar sobre isso!

É normal que pessoas que não têm experiência na cozinha errem na hora da escolha do corte da carne para determinado prato.

Não ter esse conhecimento acaba comprometendo o sabor da carne e também em relação à maciez, suculência. No tópico a seguir, confira os melhores cortes.

Qual a carne boa para assar no forno?


  1. Coxão duro

O corte do coxão duro é uma carne mais rija e fibrosa, em que a gordura fica na parte externa.

Este corte é ideal para o cozimento lento no forno, como é o caso de rosbife e carnes recheadas.

  1. Coxão mole

Localizado na parte traseira do boi, o coxão mole também é conhecido com chã.

Está é uma carne com fibras curtas e, por isso, possui textura muito macia, sendo ideal para receitas de assados de forno e molho.

  1. Alcatra

A alcatra está localizada na parte traseira do boi, entre a coxa e o lombo.

A alcatra dá origem a outros sub cortes como o miolo da alcatra, bombom da alcatra, baby beef, rolha da alcatra, maminha e picanha.

É possível fazer diversas receitas de alcatra de forno.

Para a carne manter a suculência, recomenda-se que seja cortada em pedaços maiores para os assados.

  1. Filé Mignon

O filé mignon está localizado na parte superior traseira do boi, sendo uma parte extremamente suculenta.

Considerada um corte nobre, o filé mignon é perfeito para medalhões, bifes, assados e refogados.

Recomenda-se servir ao ponto para mal para que a suculência seja preservada.

O filé é considerado um corte nobre e também é uma das partes mais magras da carne bovina.

  1. Contrafilé

O contrafilé é um dos cortes bovinos mais apreciados separados pelo filé mignon somente por vértebras lombares.

Este é o corte mais longo da carne bovina e é reconhecido por ser magra e sem gordura.

A carne é muito apropriada para rosbifes, medalhões e assados.

  1. Maminha

A maminha é a parte mais macia da alcatra, sendo muito suculenta e sabor suave.

Este corte é um uma excelente opção para assados de forno, podendo ser combinada com diversos tipos de molho.

  1. Costelinha 

Fazer a costela de boi assada no forno é uma ótima opção. Em geral, recomenda-se assar o corte por cerca de 50 minutos ou até a carne ficar macia.

  1. Fraldinha

A fraldinha é um corte muito saboroso que se origina do fraldão, que está localizado próximo à costela do boi.

O corte é excelente para o preparo de assados e churrascos.

  1. Lagarto 

Também conhecido como paulista, o lagarto possui fibras magras e está localizado na parte traseira do boi.

O lagarto é muito recomendado para rosbifes e assados.

Como preparar carne no forno


Agora que você já sabe os tipos de carne boa para assar no forno, veja x dicas para não ter erro no preparo:

  1. Capriche no tempero 

Para a carne de forno ficar saborosa é essencial caprichar no tempero.

Uma boa dica é marinar a carne com sal, pimenta do reino, alecrim, sálvia, alho picado e vinho branco.

Para a carne ganhar mais sabor, o marinado pode ser de um dia para o outro.

  1. Acompanhamento com batatas

As batatas são ótimos acompanhamentos para a carne de forno.

Fazer uma “cama” de batatas cortadas transversalmente com cascas no fundo da assadeira evita que a carne grude na assadeira e você ainda vai ter um acompanhamento de carboidrato perfeito.

  1. Manter a umidade da carne

Para que a carne não perca a umidade, coloque água, vinho branco ou cerveja escura na assadeira de forma que cubra as batatas.

Fazendo isso, a carne vai manter a umidade que precisa para o cozimento.

  1. Levando ao forno

Embrulhe a carne com uma folha de papel manteiga e cubra a assadeira com papel laminado.

Fazendo isso, a água vai ficar retida nesse espaço, não deixando a carne ficar seca enquanto assa.

  1. Finalização: Hora de dourar

Para finalizar a carne de forno, retire o papel alumínio e o papel manteiga e deixe a carne por cerca de 20 minutos no forno ou até perceber que o exterior da peça está tostado e crocante.

Ao apagar o fogo, deixa a carne descansando por alguns minutos antes de fatiá-la. Fazendo isso, os sulcos ficam ainda mais concentrados no corte.